Diogo Silva busca o título de campeão do All American 2017

265083_470194516363581_1945107852_n
Crédito foto: Reprodução/Facebook Francisco Filho Ichigeki Academy

No dia 24 de junho será realizado o All American Open International Karate Championships, na cidade de Nova York, EUA. O atleta do Brasil Diogo Silva já participou de duas edições do evento. A primeira foi em 2004, quando terminou como terceiro colocado e a segunda em 2010, conseguindo o vice-campeonato.

LEIA TAMBÉM:

Competências de um atleta parte 4: Psicológica

Lutas e Artes Marciais nas aulas de Educação Física Escolar

Card do K-1 World Grand Prix in Japan – Torneio dos Super Meio-Médios

Com o objetivo de ser campeão, Diogo conta experiência e a motivação de conseguir este título inédito para seu currículo. Nesta entrevista, o atleta relata o que espera do campeonato e quais serão seus maiores desafios. Confira:

Quantas vezes você participou do All American?

Eu participei de dois All American, em 2004 e em 2010. Em 2004 eu consegui ficar em terceiro lugar, e em 2010 eu fui vice-campeão.

O que você espera para esse campeonato?

Lógico, o esforço é muito grande, então não tem como esperar outro resultado a não ser fazer boas lutas e conseguir alcançar o meu grande objetivo que é ser campeão, afinal de contas, uma vez fiquei em terceiro, outra vez fiquei em segundo, e agora estou arriscando tudo, treinei muito para conseguir alcançar o meu grande sonho de ser campeão do All American 2017.

Você já conhece seus adversários?

Eu ainda não sei quais serão meus adversários, mas eu sei que são atletas muito fortes, porque todas as edições contam sempre com atletas consagrados. Ainda não sei com quem eu vou lutar, mas dentre eles, sempre há nomes bem conhecidos, como o espanhol Alejandro Navarro, o russo (Goderzi) Kapanadze, que são atletas que já participaram de outras edições desse evento e são atletas mundialmente consagrados também.

Quem são os atletas mais perigosos que estarão participando do evento?

Os países mais fortes, como é tradição, são o Japão, a Rússia, a Espanha são os principais adversários do Brasil. Nós estamos entre os mais fortes também. Temos dois campeões mundiais e sempre levamos uma equipe muito forte, e desta vez também temos uma equipe respeitável.

Você já se adaptou às novas regras do Kyokushin? Acha que esta mudança irá te atrapalhar de alguma forma?

Sobre as novas regras do Kyokushin, eu procurei me adaptar o melhor possível e venho treinando bastante para isso. É lógico que cada mudança é difícil para atletas mais antigos como eu que tenho bastante tempo de treino e acostumado com as regras antigas, mas estou aprendendo bem e vou procurar melhorar. A luta é um jogo, uma troca. Pode ser que (a mudança de regras) venha me atrapalhar de alguma forma, mas também pode ser que venha a me beneficiar. Então, estou encarando com otimismo. As regras estão aí, são para serem treinadas e não vão mudar, então a gente tem que tirar a parte boa delas, nos adaptarmos o melhor possível e tentar colocar em prática no evento.

Mande um recado para seus fãs.

Para os fãs, os alunos, os amigos, os familiares, só quero agradecer de coração as pessoas que vivem ao meu redor, que me apoiam, que torcem por mim, que se preocupam comigo, que me ajudam como podem. Quero deixar o meu grande abraço e meu grande agradecimento para todos. Para todos os meus irmãos de luta também, que já viveram várias experiências comigo nos campeonatos. Agradeço meu irmão também, que é meu professor, meu parceirão que me apoia e que me incentiva. Então só tenho que agradecer a todos por tudo que fizeram por mim até hoje.

7 comentários sobre “Diogo Silva busca o título de campeão do All American 2017

  1. Jucy Machado

    Um grande orgulho para todos do Dojô Santa Luzia em Ribeirão Pires, SP. Quem conhece esse atleta, a humildade com que ele oferece sua experiência e know-how a todos do Dojô e em qualquer lugar que for, sua simplicidade fala mais alto frente aos inúmeros títulos que possui. É sua competência de atleta que inspira meu filho que hoje aos 11 anos, treina desde os 4 anos, acompanhando toda a luta e dedicação do Sensei Diogo e Sensei Wender para formarem alguns dos melhores atletas do Kyokushin no Brasil! Osu.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Alex Ascenço

    Sensei Diogo, além de ser um ótimo atleta de alto nível, é como pessoa também, sabemos o quanto ele treinou e o quanto ele se dedica aos treinos, inspiração para todos do Dojô Ribeirão Pires, sua determinação, faz o que ele é hoje, sua humildade é o seu carro chefe em suas conquistas, ossu!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Pingback: Campeão no Kyokushin e no MMA, Eder Gama parte em busca de um título inédito para sua carreira, o All American Open – Blog do Ewerton Teixeira

  4. Wellington

    Sensei Diogo um espelho pra todos nós atletas e alunos ,um exemplo dentro fora do Dojô onde sua humildade ,simplicidade a sua força e garra nos inspira e nos motiva em todas as áreas da vida. ! Ossu.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Pingback: Representando a nova geração do Kyokushin, Jefferson Rodrigues espera fazer bonito no All American – Blog do Ewerton Teixeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s