Como controlar suas emoções em competições importantes

pexels-photo-126401
Crédito foto: Pexels

Para competir, o atleta, além de dominar a técnica da modalidade, ter conhecimento e habilidade tática, estar em dia com a forma física, precisa ter o domínio de suas emoções. O ambiente em que irá competir é muitas vezes diferente de onde ocorrem os treinos, além de haver a presença da torcida. Essas, entre outras coisas, podem fazer com que o atleta se sinta pressionado e não consiga direcionar seus pensamentos de forma que eles sejam funcionais, ou seja, impulsionem seu desempenho.

LEIA TAMBÉM:

Mantenha-se no controle de si mesmo

Lutas e Artes Marciais nas aulas de Educação Física Escolar

A prática de artes marciais e seus benefícios para o sistema ósseo em indivíduos da terceira idade

Muitos atletas têm um rendimento excepcional durante os treinos, mas não conseguem pôr em prática no momento da competição. Este problema ocorre, muitas vezes, por não conseguirem dominar as próprias emoções. A presença de membros da família, o status e nível do adversário, a torcida contra, ou mesmo imprevistos, acabam sendo fatores que fazem com que o atleta se distraia e comece a se concentrar em não errar, o que muitas vezes gera falta de confiança. A origem das emoções está no pensamento, portanto, se o atleta direciona seu pensamento para o erro, isso resultará em um sentimento de medo, que drenará sua confiança. Com isso, as chances de erro aumentam. No caso de uma luta, por exemplo, isso pode ser fatal, pois o adversário poderá sentir esta insegurança e a usará a seu favor.

 

Portanto, o atleta deve dar muita atenção ao que pensa durante a competição. Pensamentos funcionais, que têm o foco direcionado ao objetivo a ser cumprido, trarão confiança ao competidor, que consequentemente aumentará suas chances de acerto. Mas isso é algo que deve ser treinado, assim como as partes física, técnica e tática. Não adianta pensar que conseguirá alcançar este domínio sem a prática. Técnicas como a mentalização e a própria busca pela auto superação durante os treinos são boas maneiras de se praticar esta competência.

 

Através da mentalização, o atleta deve procurar simular com o máximo de detalhes o dia da competição, usando usa imaginação. Pode ser usada também para melhorar algum movimento específico que esteja com dificuldade de realizar durante os treinos. A mentalização do movimento por inúmeras vezes, aliada ao treino prático, fará com que este seja realizado de forma mais eficiente. Da mesma forma, quando o atleta simula o dia da competição em sua mente, desde sua chegada ao ginásio até o momento em que está competindo, sua mente se habituará às emoções sentidas nesse momento, o que trará um domínio maior das emoções e o ajudará a manter o foco no objetivo principal, que é vencer a competição.

2 comentários sobre “Como controlar suas emoções em competições importantes

  1. Pingback: Apatia x Nervosismo nas Competições – Blog do Ewerton Teixeira

  2. Pingback: Realidade Externa x Realidade Interna: O que está sob seu controle? – Blog do Ewerton Teixeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s